domingo, 25 de outubro de 2009

sete palmos


Alentejo, Portugal
2009

"E por vezes as noites duram meses
E por vezes os meses oceanos
E por vezes os braços que apertamos
nunca mais são os mesmos E por vezes

encontramos de nós em poucos meses
o que a noite nos fez em muitos anos
E por vezes fingimos que lembramos
E por vezes lembramos que por vezes

ao tomarmos o gosto aos oceanos
só o sarro das noites não dos meses
lá no fundo dos copos encontramos

E por vezes sorrimos ou choramos
E por vezes por vezes ah por vezes
num segundo se envolam tantos anos."
David Mourão Ferreira

[é outono]

2 comments:

AnaPereira 11/30/2009 1:58 da manhã  

Como tantas outras vezes....quero dizer alguma coisa, mas não encontro as palavras certas. :) Gostava de ser mais eloquente de modo a conseguir pôr em palavras o que sinto.
Mais uma vez adorei! Obrigada!

Apetece-me dizer (sei que estou a ser repetitiva) que por vezes há meses que passam em minutos e (se não soubesse que não é assim) diria que foram anos..

A imagem também me lembra imediatamente os "... de terra".

O meu meio :)

***

anaPaipita 12/01/2009 1:49 da manhã  

sim, o tempo... todas as unidades de uma só vez...

fico [quase sempre] sem saber o que dizer.... obrigada?
[as palavras não existem, ou são estas que aqui ficam.]

meio.

***

Impressões

Grãos no pó

  © Blogger template 'anaPaipita' adapted from Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP